Expressão disruptiva: criatividade ousada, fluída e sem desculpas

Adobe Stock Colaborador
Fonte da imagem: Adobe Stock/kkgas/Stocksy

Paixão, confiança e diversão são o núcleo da expressão disruptiva, nossa quarta tendência visual do ano

Por Brenda Milis

A expressão disruptiva envolve experimentação artística e fluidez. É a criação de imagens ousadas que ultrapassam limites e nos levam a novos lugares da imaginação. Ela quebra o perfeccionismo retraído e o substitui por algo espontâneo e imperativo: aquilo que está desesperado para sair. 

Com a grande quantidade de ferramentas digitais disponíveis, as pessoas estão criando imagens cada vez mais vibrantes, sobrepostas e únicas, da maneira que preferirem. Em segundos, é possível aplicar um filtro a uma imagem, fazer uma colagem ou manipular uma foto digitalmente. A expressão disruptiva pode ser séria ou extravagante, mas ela precisa da confiança criativa para quebrar algumas regras. Esses artistas não têm medo de transmitir novas ideias para o mundo em tempo real. 

Você pode ver a tendência da expressão disruptiva em ação em nossa galeria com curadoria do Adobe Stock.

Um espaço para brincadeiras criativas

Na expressão disruptiva, os artistas visuais têm espaço para se divertir. Em um momento em que estamos sobrecarregados de problemas sérios, a expressão disruptiva cria um espaço muito importante para extravasar emoções e criar brincadeiras sem restrições. Os artistas criam e divulgam imagens que capturam um lampejo de humor ou um momento de inspiração. Mas isso não significa que eles não falam sério: às vezes, para levarmos os problemas a sério, precisamos mudar a forma como estamos acostumados a interpretá-los.

Os rostos desempenham um papel importantíssimo na expressão disruptiva e cabe a nós ajustar suas texturas, suas formas e suas cores. Há uma infinidade de aplicativos que distorcem nossa aparência, desde os conhecidos filtros do Snapchat até aplicativos que alteram a realidade, como o YouCam, que permite aplicar um efeito de maquiagem à sua selfie, o KiraKira, que adiciona brilho às suas imagens, o FABBY, que adiciona efeitos extravagantes aos seus vídeos e o VSCO, que oferece aos usuários um conjunto de ferramentas para editar suas imagens.

Leia também: Coleção VSCO Adobe Stock

Confiança além das fronteiras

A expressão disruptiva abrange a manipulação digital e os formatos analógicos para inventar imagens únicas e ousadas. Mas isso não deve ser interpretado como uma fuga da realidade. De fato, as ferramentas digitais estão incentivando a liberdade de expressão e reimaginando nosso mundo analógico. À medida que as pessoas criam, elas se sentem mais confiantes e seguras para desafiar o status quo.

Conheça Scotty “Sussi” Sussman, um “club kid” de Londres que transformou sua aparência, desde seus ousados lábios vermelhos e bico de viúva exagerado até o guarda-roupa extravagante, em uma verdadeira instalação artística. Scotty explica a liberdade que vem com sua imagem disruptiva: “Vestir-se, é pegar a pessoa que você é por dentro e colocá-la do lado de fora… No momento em que você ultrapassa o limite e se torna alguém completamente livre e aberto, não há mais espaço para duvidar de si mesmo.” 

A artista espanhola Cinta Tort Cartró é outro excelente exemplo de artista que está descartando a condescendência para abraçar uma autoaceitação radical. Suas imagens celebram todos os tipos de corpos e habilidades, mostrando pelos corporais no detalhe e transformando estrias em arco-íris brilhantes. Da mesma forma, a ilustradora não-binária francesa Izumi Tutti faz desenhos em seu rosto para transformar a incômoda acne em constelações cósmicas. 

No mundo da expressão disruptiva, as pessoas não precisam se conformar. Se você não se encaixa em nenhum padrão, crie o seu. 

Tudo é feito com muita paixão

Uma linha experimental passa pela expressão disruptiva, e as pessoas começam seus experimentos com entusiasmo imperturbável. Nisso, a geração Z lidera o grupo. E como um grupo, estão confiantes em sua criatividade e se expressam livremente com combinações exuberantes de palavras, fotos e ilustrações, todas pensadas para compartilhar empolgação sobre, digamos, tudo. Essa geração é apaixonada por assuntos sérios e extravagantes, e o mundo inteiro oferece uma oportunidade para que ela expresse suas opiniões. 

Como Molly Logan, um seguidor de todas as coisas da Geração Z e fundador do Irregular Labs, recentemente afirmou em uma entrevista “Você tem que remover qualquer vestígio de regras ou binariedade – não existem contradições para a Geração Z, tudo é natural”. Como resultado disso, o estilo criativo deles engloba tudo com igual intensidade: “Por que eu não vou falar sobre algo que pode ser bem sério por meio de certas ferramentas e táticas se os mais velhos acham que isso deveria ser reservadas a algo que está entre seus amigos ou é frívolo?”

Conclusão para marcas e designers

Os consumidores são atraídos por marcas que são tão honestas, não tradicionais e intensas quanto eles mesmos. Os designers podem adotar a tendência da expressão disruptiva usando recursos visuais que oferecem pontos de vista únicos e que trazem à tona a diversidade, a autoaceitação e a coragem. É hora de elevar a celebração com um toque de hedonismo. Celebre o poder, a alegria e a intensa individualidade. 

Para ver mais imagens de expressão disruptiva, confira nossa galeria com curadoria do Adobe Stock e acompanhe o Blog da Adobe enquanto conversamos com os artistas cujos trabalhos exploram a autoexpressão.

Você pode se interessar também por:
Democracia Criativa: um voto para cores vivas e alegria inocente

Glowing Glowing Gone: as cores da crise climática

 

 venda suas imagens no estoque da adobe


Adobe Stock Colaborador

Posted on 11-14-2019


Join the discussion